Login

Login

Username
Password
Remember Me

Registrar

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name
Username
Password
Verify password
Email
Verify email

Casa construída em área pública e sem alvará pode ser demolida

Avalie este item
(0 votos)
Escrito por  Publicado em: Casa Própria

por VS — publicado em 22/05/2014 15:05

A 1ª Turma Cível manteve a sentença da 1ª instância que julgou improcedente pedido de morador que requereu que a Agência de Fiscalização do Distrito Federal -Agefis- se abstivesse de demolir sua casa, construída em área pública e sem alvará de construção.

O morador, que reside em imóvel localizado no Itapuã, disse que recebeu ameaça de demolição de seu barraco pela Administração e por isso ajuizou ação na qual requereu a nulidade do ato administrativo e que a Agefis se abstivess de derrubar a construção. A Agefis alegou não haver vício no ato administrativo, uma vez que atende aos dispositivos do Código de Edificações do Distrito Federal.  Por fim, o juiz julgou improcedentes os pedidos do morador, que resolveu entrar com o recurso.

O recurso foi também julgado improcedente pela 1ª Turma Cível. De acordo com o voto do desembargador relator, “vale considerar que a situação urbanística do Distrito Federal apresenta-se acentuadamente desgastada, forte na prática das construções clandestinas, que se proliferam com intensidade e velocidade, desfigurando valores que a todos pertencem quando respeitados os traçados e construções urbanas. Também não se pode admitir que cada cidadão construa obras ou benfeitorias de acordo com sua própria conveniência, de forma a atender seus próprios interesses, ignorando as normas de edificação pertinentes ou olvidando-se de consultar seus respectivos administradores regionais. Portanto, não está demonstrado nos autos que houve abuso de poder”.

Os demais desembargadores da Turma acompanharam o voto do relator.

Processo: 2011.01.1.191290-5 APC

Ler 3145 vezes
Rodrigo IBEDEC

Presidente & Fundador

Entre para postar comentários

Twitter IBEDEC

Facebook IBEDEC

Newsletter


Assine nossa newsletter